segunda-feira, 24 de junho de 2019

Bebê de 4 meses: Marcos do Desenvolvimento

Hoje, vamos dar continuidade ao assunto marcos do desenvolvimento falando do bebê de 4 meses?

Quando o bebê tem quatro meses, deve ter atingido os seguintes marcos do desenvolvimento:



Eu expliquei como podemos estimular cada um desses marcos no post Bebe de 3 meses: Marcos do Desenvolvimento. Se o seu bebê não atingiu algum desses marcos, lembre-se que cada bebê tem o seu tempo e se desenvolve de um jeito. Ele não está atrasado, ele tem seu tempo. Você pode tentar estimular mais para ele atingir esse marco.

A partir do 4° mesversário, ao longo do mês, o bebê poderá atingir os marcos do desenvolvimento do bebê de 5 meses e você pode tentar ajudá-lo a alcançá-los:




- Consegue distinguir cores primárias:

A visão é algo que se desenvolve sozinha ,mas você pode sempre ajudar o desenvolvimento da musculatura ocular, fazendo o bebê acompanhar o movimento de algum objeto para um lado e para o outro. Com o tempo você vai notando como ele acompanha e que coisas que não chamavam a atenção antes, vão passar a chamar.

O importante aqui é observar se a visão está se desenvolvendo conforme a idade e caso encontre alguma coisa diferente, você deve conversar com o Pediatra. Caso ele ache necessário, irá lhe encaminhar para um Oftalmo Pediatra. 


- Consegue se virar deitada:

Esse marco do desenvolvimento é comum também no bebê de 4 meses e eu falei nele no post Bebê de 3 meses: marcos do desenvolvimento.

Existem brincadeiras que estimulam o bebê a rolar. Além de pegar o corpinho dele e rolar , você pode usar uma toalha ou lençol dobrado, colocá-lo no meio e ajudá-lo a rolar, puxando mais um lado da toalha, depois o outro, de forma que ele role no meio. Quando você conseguir que ele role para um dos lados, faça festa, sorria, dê gargalhada, para ele achar isso legal e querer repetir ou, simplesmente, para tornar a brincadeira mais divertida e ele gostar de fazê-la! 

- Consegue se distrair com as mãos e os pés:

Existem alguns brinquedos que ajudam o bebê a descobrir suas mãos e pés mais fácil. Funcionam como pulseiras e tornozeleiras que possuem algo que ao ser movimentado produz um barulho, ajudando a chamar a atenção do bebê, inclusive para repetir a brincadeira.

Normalmente, o bebê se distrai com as mãos e pés deitados, no berço. Por isso, você já pode aprender (se o bebê deixar, claro) a deixá-lo um pouco mais no berço quando ele acorda e esperar uma reclamação de verdade, antes de ir buscá-lo no primeiro barulhinho.

- Vira na direção de barulhos novos

Toda brincadeira, toda conversa, ajudará o bebê a atingir esse marco, se interessando para procurar de onde vem o som!
Você pode brincar com o chocalho longe do campo de visão dele para ele procurar. Depois, ele olhará até para procurar quem entrou na sala!

- Reconhece o próprio nome

Para isto, é importante que você ensine o nome do seu filho, chamando-o pelo nome, não por 'bebê' ou por apelidos/adjetivos.
Quanto mais você o chamar pelo nome, mais rápido ele "responderá", olhando pra você.

- Põe objetos na boca

Claro que o bebê suga objetos faz tempo, mas ele mesmo pegar e colocá-los na boca é um novo marco! Para isso, deixe-o pegar alguns brinquedos com a própria mão, não entregue tudo.

Até ele acertar diretamente na boca, podem ocorrer alguns acidentes, como bater na testa, cair rolando, machucar o olho, enfim! Não se preocupe, faz parte e não corrija tanto o movimento, uma hora ele acertará!

- Senta com apoio

A maior recomendação era tentar sentar o bebê com muitas almofadas ao lado.
Não espere que seu filho esteja deitado e simplesmente levante o tronco e sente!

Não é isso que ele fará. Talvez ele até consiga isso, mas o marco do desenvolvimento aqui é 'ficar sentado', não 'sentar-se'. Mas você já pode ir ensinando a se sentar sozinho, colocando-o deitado e puxando-o, levemente, pelos braços (LEVE MESMO, cuidado para não deslocar o ombro do bebê) até chegar à posição sentada. Deixe-o alguns segundos e recomece o processo, fazendo mais 2 ou 3 vezes, não forçando demais uma musculatura que ainda está em desenvolvimento.

Além disso, ainda é necessário apoio para a coluna dele não se machucar. Isso quer dizer coisas fofinhas. Não exija tanto do seu filho colocando-o em uma superfície muito rígida, se ele ainda não consegue sentar sem apoio.

E lembre-se de protege-lo caso ele não aguente mais a posição ou simplesmente perca o equilíbrio e caia! Cerque-o de almofadas, lençóis, o que for fofinho e diminua impactos grandes em caso de queda!

Outra coisa simples e muito legal que encontrei foi essa almofada que você pode fazer em casa que a Macetes de Mãe ensina o passo a passo aqui!




Com uma calça jeans, ela criou uma almofada para dar apoio ao bebê e ajudá-lo a 'aprender' a sentar.

O que o bebê de 4 meses pode:

- Quando não amamentado, já pode introduzir os sólidos, de acordo com as orientações do seu Pediatra.
- Como tem o estômago maior agora, poderá ser alimentado com uma frequência menor (conforme as orientações do seu Pediatra). Aqui, pouco antes de Henrique completar 4 meses, as mamadas passaram para de 4 em 4 horas.
- Ele já pode reagir a sua presença, com chutinhos e movimento dos braços.
- Passar a ficar mais seletivo com pessoas.


Para o bebê de 4 meses as atividades recomendadas são:

- Manter mais vezes o bebê de barriga para baixo para ele brincar, ficando sempre junto dele.
- Colocar brinquedos ao alcance da mão do bebê para que ele tente pegá-los.
- Utilizar móbiles para que o bebê brinque e tente tocá-los com as mãos ou os pés enquanto está deitado.
- Tocar e movimentar o corpo do bebê durante as brincadeiras para que ele perceba o espaço que ocupa e os movimentos que pode realizar.


As atividades recomendadas para o bebê de 5 meses, que você já pode começar a tentar fazer com seu filho, são:

- Colocar o bebê sentado e cercado de almofadas, mantendo as costas dele eretas - ficando perto dele.
- Segurar o bebê pelas axilas e colocá-lo de pé por períodos curtos.
- Deixar várias caixas e cubos coloridos para o bebê manusear.
- Ajudar o bebê a rolar usando uma toalha.
- Estimular o bebê a bater palmas.
- Conversar com o bebê e contar o que você está fazendo e pensando. Cantar para ele.



Idade da criança: 4 meses


A maioria das crianças de 4 meses já faz
Segura a cabeça com firmeza
Consegue apoiar o peso nas pernas
Responde com sons quando você fala com ela


Metade das crianças de 4 meses faz

Consegue segurar um brinquedo
Estica o braço para pegar objetos
Consegue se virar deitada


Uma pequena parte das crianças de 4 meses faz
Imita sons da fala -- "baba", "dada"
Pode aparecer o primeiro dente



domingo, 23 de junho de 2019

Bebê de 3 meses: Marcos do Desenvolvimento


Para continuar, vou falar sobre um bebê de 3 meses. Como fiz nos posts anteriores, quando o bebê completa 3 meses, o melhor que temos a fazer é, sem cobranças ou decepções, verificar quais os Marcos do Desenvolvimento de um bebê de 3 meses que ele já atingiu, quais os de 2 meses que ele não atingiu e quais os de 4 meses que já podemos estimular.

Se há algum marco do desenvolvimento de bebê de 2 ou 3 meses que seu filho não atingiu, "don't worry" você apenas precisará estimular mais esse lado. Lembre-se que cada bebê se desenvolve de uma forma e não existe um problema em ele não ter atingido algum marco. Caso tenha dúvidas, aproveite a consulta mensal com o pediatra e tire suas dúvidas, informe a ele caso exista algo que você acha errado, assim você ficará mais tranquilo.

Os marcos do desenvolvimento de um bebê de 3 meses foram tratados no post Bebês de 2 meses: Marcos do Desenvolvimento.

Já os marcos do desenvolvimento do bebê de 2 meses foram tratados no post Bebê de 1 mês: Marcos do Desenvolvimento.

Lembrem-se que estamos sempre 1 mês a frente apenas para estimular mais o bebê. Dessa forma, não estamos cobrando que ele desenvolva algo a frente, mas estimulamos para que ele desenvolva algo no tempo dele.

Assim, nesse post, vamos tratar dos marcos do desenvolvimento do bebê de 4 meses, pois quando nosso bebê completa 3 meses, já podemos ver quais os marcos que ele poderá completar ao longo desse próximo mês e tentar ajudá-lo, estamos aqui pra isso né?




- Responde com sons quando você fala com ele

Para isso é necessário conversar muito. Aproveite os momentos de banhos, troca de fraldas, brincadeiras no tapete e converse, cante, brinque. Aproveite os momentos que o bebê está mais tranquilo e com sono e leia pra ele. Coloque expressão na voz, gesticule, interaja! Em todos esses momentos ele pode "responder" e "conversar" com você. As brincadeiras mais repetitivas, as músicas cantadas sempre, as histórias contadas várias vezes, provocam mais reações e fazem você perceber que ele reconhece, lembra do que você está repetindo!

- Consegue apoiar o peso nas pernas

Para isso, você pode segurar o bebê pelas axilas e colocá-lo de pé por períodos curtos, apoiando os pés em você ou em algum móvel, de preferência fofinho como sofá ou cama e longe de pontas, assim você cria um ambiente mais seguro e se habitua com isto. Desta forma, você permitirá que ele coloque o próprio peso sobre as pernas. Isso, além de estimular, ajudará a fortalecer os músculos.

- Junta as mãos e bate nos brinquedos:

Juntar as mãos é sinal de desenvolvimento e o bebê aprenderá e lhe surpreenderá um belo dia, mas você pode estimular juntando as maozinhas dele. No início ele nem deixará você fazer isso muito, depois aceitará fácil e um dia repetirá o gesto sozinho. Como forma de estimular você pode cantar uma música e com as mãos dele tentar bater palminhas.

Bater nos brinquedos é um sinal de que seu filho está começando a aprender a brincar sozinho, afinal antes ele apenas suga e morde os objetos, até como forma de coçar as gengivas. Para ajudá-lo a desenvolver essa nova habilidade, permita que em alguns momentos ele fique com vários brinquedos ao seu redor, brinque com ele, estimule-o a querer brincar. Quando ele começa a querer pegar os objetos já aprenderá a bater neles.

Existem brinquedos que fazem zuada quando o bebê bate, como tambores. É um bom momento para você utiliza-los, mas não espere que ele curta de imediato.


- Consegue segurar um brinquedo

Aqui, vale o que sempre coloco sobre brinquedos. Deixar brinquedos ao alcance do bebê e brincar com os brinquedos deles, tentando mostrar pra ele como é legal brincar com eles, é estimular o bebê a querer brincar e aí ele tentará pegar e segurar os brinquedos. No início, talvez você acabe brincando sozinho, mas a cada dia a participação do bebê nas brincadeiras cresce, até o ponto que ele aprenderá, inclusive, brincar sozinho.

- Estica o braço para pegar objetos

Com as mesmas ações que você estimula o bebê a pegar objetos, você estimula ele a esticar os braços para pegá-los, só que aqui você ainda pode oferecer o brinquedo, ao invés de simplesmente entregar. Você pode ainda, colocar vários brinquedos um pouquinho mais distante do que o costume, para que ele estique os braços para alcançar o que gostar mais.


- Consegue se virar deitada


Para isso, é importante que o bebê brinque em ambientes seguros. Tapetes de atividades são ótimos.

Além disso, existem brincadeiras que estimulam o bebê a rolar. Além de pegar o corpinho dele e rolar, você pode usar uma toalha ou lençol dobrado, colocá-lo no meio e ajudá-lo a rolar, puxando mais um lado da toalha, depois o outro, de forma que ele role no meio. Quando você conseguir que ele role para um dos lados, faça festa, sorria, dê gargalhada, para ele achar isso legal e querer repetir ou, simplesmente, para tornar a brincadeira mais divertida e ele gostar de fazê-la!

Quando o bebê atinge 3 meses normalmente já consegue ter um certo controle do pescoço e, por isso, libera-se o uso do canguru, que ajuda muito nos passeios!!

Além das ideias acima, sugiro que confiram as brincadeiras sugeridas pelo site Pediatra em Foco, que são:

Para bebês de 3 meses:

- Manter mais vezes o bebê de barriga para baixo para ele brincar, ficando sempre junto dele.
- Colocar brinquedos ao alcance da mão do bebê para que ele tente pegá-los.
- Utilizar móbiles para que o bebê brinque e tente tocá-los com as mãos ou os pés enquanto está deitado.
- Tocar e movimentar o corpo do bebê durante as brincadeiras para que ele perceba o espaço que ocupa e os movimentos que pode realizar.

 

Para bebês de 4 meses:

- Movimentar o bebê para a frente e para trás, com delicadeza, enquanto ele estiver sentado. Isso ajuda a treinar a sustentação do tronco.
- Estimular o bebê a rolar em superfícies seguras.
- Sentá-lo no bebê-conforto e deixar vários brinquedos na sua frente para que escolha qual deles prefere e o que quer fazer com cada um.
- Brincar de esconder o rosto com uma fralda ou esconder o brinquedo para observar se ele procura.
- Dar mordedor e brinquedos que o bebê possa levar à boca.
- Conversar muito com o bebê e observar se, no meio do diálogo, ele participa sorrindo ou fazendo algum som.

Idade da criança: 3 meses

A maioria das crianças das crianças de 3 meses já faz
Dá gargalhadas
Segura a cabeça com firmeza
Reconhece seu rosto e seu cheiro


Metade das crianças de 3 meses faz
Dá gritinhos, faz "agu" e "arru"
Reconhece sua voz
Faz miniflexões de braço


Uma pequena parte das crianças de 3 meses faz
Vira a cabeça na direção de barulhos altos
Junta as mãos e bate a mão nos brinquedos
É capaz de se virar deitada


sábado, 22 de junho de 2019

Bebê de 2 meses: Marcos do Desenvolvimento

E hoje vamos falar do bebê de 2 meses?

Pois bem, o bebê, com 2 meses, já pode ter atingido os seguintes marcos:


Todos esses marcos foram detalhados, inclusive explicando como estimulá-los, no post Bebê de 1 mês: Marcos do Desenvolvimento.

Caso seu filho tenha 2 meses e não faça algum desses marcos, não há problema nenhum, cada bebê tem o seu tempo, mas você pode estimular mais ele nesse ponto, para que ele atinja também esse marco.

Mas, quando ele completar os 2 meses, você já pode ver quais os marcos do Bebê de 3 meses para estimula-los ainda mais. Estímulos em excesso não fazem mal quando você respeita o limite do bebê e não cobra, sem achar ruim quando ele não faz algo que você espera!

Os Marcos de Desenvolvimento de um Bebê de 3 meses são:



Vamos falar de um por um?

I. Segura a cabeça com firmeza: o Bebê de 1 mês levanta a cabeça, o de 2 meses levanta em um ângulo de 45º graus e o de 3 meses já levanta a cabeça com firmeza. Todas as atividades que recomendei para o pescoço nos meses anteriores são válidas pra cá também. Andar com o bebê, mostrar objetos como quadros, fotos, colocar de bruços, tudo isso estimula a levantar a cabeça com firmeza.

II. Dá gargalhadas e gritinhos: Tudo se aprende pelo exemplo, não é?! Se você não conversar, não rir, não gargalhar para o seu bebê, como ele vai aprender?! Converse muito, sorria, gargalhe e ele será uma criança feliz!

III. Reconhece seu rosto, cheiro e voz: acho que isso é instinto e natural, não é algo que se aprende, mas é algo que existe desde que você seja uma mãe presente e dê amor ao seu filho. Aproveite seu bebê, brinque, converse, cante, abrace, coloque pra dormir! Tenha prazer em tudo isso e ele encontrará também!!! Com o tempo você passa a notar que ele dorme mais fácil com você e ele passa a sorrir quando você chega no berço, aí como é gostoso!

IV. Vira a cabeça na direção dos baralhos: o bebê de 1 mês reage aos sons, o de 2 meses segue os objetos com o olhar. O de 3 meses junta essas 2 habilidades e procura o que está fazendo o som. Então, tudo que estimula aquelas 2 habilidades também estimulará aqui também. Use chocalhos, brinquedos com barulhos. E esse é o tempo de brinquedos com luzes e sons, ele vai adorar e procurar de onde vem o som!

V. Leva as mãos à boca e suga os dedos: essa habilidade eles aprendem sozinho e deixam as mães de cabelo em pé, com medo deles passarem a chupar dedo.

VI. Segura objetos com firmeza por pouco tempo. Estimule ele a brincar com objetos, identifique quais ele mais gosta e estimule colocando a mãozinha dele, segurando pra ele. Ele tem que ter interesse em pegar, pra isso, você tem que mostrar porque é interessante, né?! Tem que brincar com ele e mostrar que é divertido. E ter paciência. Na hora certa ele vai pegar!!! Outra opção, que nos ajuda a descansar um pouco também, é o tapete de atividades e nele os brinquedos ficam pendurados e fácil para o bebê pegar.

VII. Fica agitado com brincadeiras e música, movimentando pernas e pés: Gente, criança alegre se movimenta muito! É muito lindo, a gente acha que ele vai se machucar, mas cada vez ele coloca mais força e adora!! Isso é uma consequência dos estímulos que você der. Brinque muito, coloque músicas, divirta ele!!

O site Pediatra em Foco indica as seguintes brincadeiras para bebês de 3 meses (as brincadeiras para bebês de 2 meses já foram descritas no post Bebê de 1 mês: Marcos do Desenvolvimento):

- Manter mais vezes o bebê de barriga para baixo para ele brincar, ficando sempre junto dele: aproveite para usar o tapete de atividades, alguns vem com travesseirinhos apropriados para colocar o bebê de bruços. Se não, você também pode usar a almofada de amamentação.

Lembrando de sempre tirar quando ele cansar, para ele não achar ruim a posição, né? E não vicie na almofada, coloque as vezes ele de bruços sem ela também!

- Colocar brinquedos ao alcance da mão do bebê para que ele tente pegá-los: eu pendurava brinquedos em almofadas no sofá.

- Utilizar móbiles para que o bebê brinque e tente tocá-los com as mãos ou os pés enquanto está deitado.

- Tocar e movimentar o corpo do bebê durante as brincadeiras para que ele perceba o espaço que ocupa e os movimentos que pode realizar: pode ser numa conversa, em músicas, vale tudo, a gente vai exercitando a criatividade!!

Volte a ser criança com seu filho e divirta-se!!



Idade da criança: 2 meses

A maioria das crianças de 2 meses já faz
Vocaliza sons como "agu" e "arru"
Segue objetos com o olhar
Mantém a cabeça erguida por curtos períodos


Metade das crianças de 2 meses faz
Sorri, dá gargalhadas
Levanta a cabeça num ângulo de 45 graus
Tem movimentos menos bruscos

Uma pequena parte das crianças de 2 meses faz
Segura a cabeça com firmeza
Apoia peso nas pernas
Pode levantar a cabeça e os ombros (miniflexão de braços)

sexta-feira, 21 de junho de 2019

Bebê de 1 mês: Marcos do Desenvolvimento

Quando o seu bebê atingir 1 mês, você deverá consultar os marcos do desenvolvimento mais uma vez.  Agora você olhará os marcos do desenvolvimento de 1 mês e constatará quais progressos o seu filho já fez e quais ainda não:

1 MÊS


- Levanta a cabeça
- Reage aos sons
- Olha fixo para rostos
- Passa boa parte do tempo dormindo
- Enxerga objetos muito próximos (15 a 20 cm)


Caso ele não tenha atingido um, não se preocupe, isso não é errado, cada bebê tem o seu tempo, respeite isso em vez de procurar explicação ou culpa! Mas veja que você deverá estimular mais nesse ponto, a fim de que ele desenvolva mais este marco através das atividades recomendadas.

Mas não é só isso! Agora você pode consultar os marcos do segundo mês. Talvez o seu bebê já tenha atingindo algum deles! Que ótimo, Parabéns! Mas claro que haverá muitos ou todos que ele não fez e que você deverá estimular e ficar atenta para ver a evolução do seu bebê. Cada marco é uma conquista que deve ser comemorada!


2 MESES



- Mantém a cabeça erguida por períodos curtos: Não deixar ele sempre deitado já ajudará bem nisto! Fora que é uma maldade deixar o bebê sempre deitado ou no colo (maldade pra ele, porque é gostoso demais, né? só que é ainda mais gostoso ver ele se desenvolvendo)! Passeie com seu bebê pela casa, leve para banho de sol no horário permitido, com proteção (um paninho na cabeça, guarda-chuva, respeitando os horários permitidos de sol - ainda não pode protetor solar, não!) e sempre evitando claridade nos olhinhos dele, mesmos se eles estiverem fechados.

- Levanta a cabeça num ângulo de 45 graus: As mesmas atividades acima irão estimular esse marco também. Além disso, você pode coloca-lo sob um almofada para ele fortalecer o pescoço e levantar a cabeça no ângulo de 45º (por enquanto) em diferentes posições. Com Henrique, eu fazia questão de não deixar ele no colo por tempo demais, porque quando no colo ele só dormia e nem pedia por comida o que acabava com a nossa rotina (sim! Henrique teve rotina desde que nasceu!). Mas não era só isso, se ficar o dia todo no colo, sem estímulos, o seu bebê não irá se desenvolver tanto quanto um bebê que faz atividades. Hoje, Henrique não aceita ficar no colo tempo demais sem fazer nada! Isso pode ser cansativo para algumas mães, mas estimulante para outras. Basta entender seu bebê, quais estímulos fazer, que isso não será chato!

- Vocaliza sons como “agu” e “arru”: Essa pra mim sempre foi a melhor parte! Ouvir os sons que Henrique faz, é muito estimulante! Os primeiros sons dele foram 'é'! E era tão legal você conversar com ele e ele concordar!! ahahahah Estimule conversando muito e as vezes repita o som que ele faz, para ele saber que está sendo ouvido e querer repetir! Sabia que a fala para os bebês no início é uma brincadeira como aprender a levantar os membros? É algo que ele tá descobrindo e se você já estimular desde cedo ajudará com que ele fale mais cedo!

- Segue os objetos com o olhar: estimule o olhinho dele, passando objetos em sua frente e vendo se eles os acompanha. Cada vez ele acompanhará um pouco mais e um determinado dia ele acompanhará você andando por todo o quarto, bom demais!

- Movimentos ficam menos bruscos: Seu bebê vai aprender a controlar os membros. Para isso, deixe que eles os use muito, não fique impedindo seus movimentos, deixe ele aprender! Quando tirei o kit berço de Henrique ele colocou o braço pra fora e fiquei observando a forma com que ele iria tirar, conversando com ele, mas sem tirar imediatamente. Se visse que ele iria se machucar eu iria tirar, mas ele tem que aprender e não podemos fazer tudo por eles! Mas também não fique esperando que ele pegue um objeto do dia pra noite, tenha bom-senso! ;)

- Sorri ao contato social: Essa é a evolução inicial mais legal que tem. No início serão espaçados e involuntários, depois bem mais voluntários. Os primeiros sorrisos de Henrique eram de saciado demais após tomar uma mamadeira gigante - meu gordinho (assim, como na foto abaixo)! O sorriso social é aquele que ele faz de forma voluntária, normalmente quando reconhece os mais próximos ou reage a gracinhas. No caso do meu filhote, eu notei o primeiro sorriso social quando fui o acordar para mamar (eu fiz isso algumas vezes e me arrependo, mas explicarei em outro post quando falar da rotina de Henrique), fiquei fazendo o leite e cantando pra ele e ele foi e abriu aquele sorrisão pra mim! Quase caiu pra trás, né? Ele sorriu porque reconheceu minha voz! Depois abriu os olhinhos e sorriu denovo! Aí, quer matar mamãe né?! Hoje os sorrisos veem até quando ele está olhando pra parede branca!!

- Desenvolve um tipo de choro para cada tipo de problema: Parecia loucura quando alguém me falava que eu entenderia o que meu filho queria pelo choro! Mas é verdade! Você vai aprender que cada choro quer dizer algo. Os de Henrique são: com fome, com sono, querendo estímulo. O mais fácil de distinguir é o de dor forte como cólica ou ouvido. Quando ouvir a primeira vez, vai ver que é histérico (em termo de som, meio que estridente, sabe?!), lhe dói também, então quando ouvir das próximas vezes saberá a diferença. Enquanto você não entender, tentar mantê-lo numa rotina ajudará a identificar mais rápido.

Para desenvolver cada uma dessas habilidades você deve fazer atividades com seu bebê, sempre respeitando o tempo e o limite dele. Henrique não gosta de ficar muito tempo na posição de barriga para baixo, que tanto fortalece o pescoço e deve ser feita sempre! Então todos os dias no horário mais disposto dele, pela manhã, coloco ele de barriga pra baixo um pouquinho e assim que ele mostra que não está gostando, antes de chorar, eu tiro, afinal a posição é importante e deve ser repetida. Se eu insistir em demorar ele pode associar a algo ruim e simplesmente, da próxima vez que for colocado nessa posição, chorar assim que for colocado. Lembre-se que o bebê já fará associações e você deve evitar associações negativas! Então, nada de forçar seu filhote a fazer algo que ele não quer, né?! Ele já tem querer sim, mesmo que seja apenas querer dormir!! ;)

Para o bebê de 1 mês, o site PediatraemFoco recomenda as seguintes atividades:
- Colocar objetos macios e coloridos a cerca de 20 cm da criança.
- Quanto o bebê estiver no colo ou deitado, movimentar objetos ou a mão lateralmente
- Colocar o bebê de bruços e apoiar as mãos nos pés dele, dando pequenos impulsos, para que ele vá se arrastando.
- Ajudar o bebê a colocar os pés e as mãos na boca como forma de conhecer as partes do próprio corpo.
- Juntar as mãos do bebê como se ele fosse bater palmas.
- Balançar chocalhos para que o bebê associe o som ao movimento.
- Às vezes carregar o bebê no colo virado para a frente, como se fosse uma cadeirinha, para ajudá-lo a firmar a cabecinha.

- Quando o bebê estiver deitado de barriga para cima, puxá-lo com cuidado, para que ele se levante um pouquinho, e deitá-lo novamente.

ATENÇÃO: Esta atividade DEVE SER FEITA COM MUITO CUIDADO. Primeiro, é importante que seu bebê já consiga ter algum controle do pescoço, se estiver solto e fazendo movimento brusco na descida, você estará forçando o pescoço e isso É PERIGOSO!!! Além disso, é preciso segurar com cuidado, fazer o movimento de forma lenta, para evitar DESLOCAMENTO DE OMBRO OU COTOVELO:





Isso é sério, perigoso e exigirá que o médico recoloque no lugar (antes disso você vai ouvir muito choro e seu bebê vai sofrer demais!). É melhor não fazer, do que fazer o movimento brusco ou errado. Para evitar quaisquer problemas minhas dicas são (na dúvida, consulte seu Pediatra sempre):

- espere um momento bem ativo do bebê, se ele estiver sonolento ou cansado o pescoço estará mais mole e ele não colocará força no movimento. Mas não faça se ele estiver distraído com outras coisas, porque ocorrerá os mesmos problemas de quando está cansado!

- faça os movimentos de forma devagar.

- comece com você sentada e as pernas flexionadas, como nessa foto abaixo, assim o bebê terá que 'percorrer' um caminho menor. Com o passar dos dias você vai aumentando a distância, bastando ir abaixando as pernas, conforme ver que o exercício está ficando fácil pra ele e você pode aumentar um pouco a dificuldade.

- inicie com poucas repetições! Tipo uma por dia. Depois você faz 2. Noutro dia 3... conforme você ver que seu bebê quer e aguenta! Respeite o limite dele e faça o exercício com segurança.

- procure apoiar não apenas na mão, mas também nos bracinhos e se precisar ter como apoiar as costas dele de forma rápida, caso ele canse no meio de exercício, evitando qualquer deslocamento de ombro, cotovelo ou machucar o pescoço dele.


Mas além dessas atividades e das que já recomendei para os recém-nascidos, quando seu filho completa 1 mês você já pode ver quais atividades são possíveis para o bebê de 2 meses e fazê-las com seu filho, para, além de estimular as habilidades de 1 mês, fortalecer seu bebê para que ele atinja os marcos do desenvolvimento do bebê de 2 meses, afinal, se atinge diferentes marcos durante os 30 dias, não quando o seu bebê faz mêsversário, né?!


Com 2 meses:



- Colocar o bebê de bruços, com brinquedos coloridos em ambos os lados, para estimular a noção de lateralidade.
- Movimentar objetos coloridos na frente do bebê, brincando e conversando com ele; isso estimula a movimentação ocular.
- Cantar e conversar muito com o bebê.
- Pendurar no berço objetos coloridos que façam barulho, em várias alturas e posições, para que o bebê possa (ou tente) até alcançá-los.

Gente, é super normal que seu filho não esteja nem aí para algumas dessas atividades, mas uma hora ele ficará super interessado e você BOBA!!! Se hoje ele nem deu bola, tente outro dia novamente!


Idade da criança: 1 mês

A maioria das crianças de 1 mês já faz
Levanta a cabeça
Reage a sons
Olha fixo para rostos

Metade das crianças de 1 mês faz 
Segue objetos com o olhar
Emite sons de vogal ("a", "u")
Enxerga desenhos em branco e preto

Uma pequena parte das crianças de 1 mês faz
Sorri
Dá gargalhada
Levanta a cabeça num ângulo de 45 graus

terça-feira, 21 de maio de 2019

Evolução do Beta hcg - segundinho

Fiz o 1º Beta hcg no dia 09.05.19, era uma quarta feira. Dizem que o beta precisa dobrar a cada 48h, mas também dizem que a partir de uma determinada quantidade, ele demora mais tempo para dobrar (72-96 horas). 

~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~

Lógico que com os resultados em mãos, joguei em vários sites de calculadora de hcg pra saber em quanto tempo estava dobrando...

Gravidez segundinho 
Resultado (09.05.19)(34dc): Beta hcg 901.9
Resultado (11.05.19)(36dc): Beta hcg 2095.3
Resultado (18.05.19)(43dc): Beta hcg 14779.1

Um dos sites que visitei, foi:

~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~

Resultado (09.05.19)(34dc): Beta hcg 901.9
Resultado (11.05.19)(36dc): Beta hcg 2095.3

~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~

Resultado (11.05.19)(36dc): Beta hcg 2095.3
Resultado (18.05.19)(43dc): Beta hcg 14779.1

~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~

Comparando com a outra gravidez:

Resultado (03.01.18)(36dc): Beta hcg 2023.8
Resultado (08.01.18)(41dc): Beta hcg 11884.1

Resultado (09.05.19)(34dc): Beta hcg 901.9

Resultado (11.05.19)(36dc): Beta hcg 2095.3
Resultado (18.05.19)(43dc): Beta hcg 14779.1


~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~
Obs. Post liberado em atraso, referente a Maio 2019
~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~

sábado, 18 de maio de 2019

Surpresas da vida


Muitos posts eu ainda preciso escrever sobre todo turbilhão de novidades que é a vida com um bebê. Masssss como a vida é assim, no meio do caminho surgiu outra novidade que precisa de um post mais urgente kkkkkk

Não lembro se contei que durante a gravidez do Gabriel, eu tive um dente trincado. Fui ao dentista, fiz o que dava para fazer para ajeitar. Mas a carie era muito profunda... Quando Gabriel nasceu, poucos meses depois, comecei a sofrer de uma dor horrível no dente. Voltei ao dentista, infelizmente já não dava para fazer canal, o caso era de extração mesmo. Assim fizemos.

Resolvi fazer o implante no dente que perdi. Eis que por vários imprevistos o implante acabou ficando para a segunda, depois do dia das mães.

~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~ 

Depois do parto, meu ciclo que antes era costumeiro chegar lá pro dia 35dc estava chegando com 29 dias, 30 dias... E eu estava no dia 32dc e nada... Pisca alerta ligou. Também estava me achando mais gorda do que de costume. Minha barriga imensa (não era possível que fosse só gordura, eu nem estava comendo tanto assim). Resolvi esperar até o 34dc para v.

Nada. Implante chegando. RED nada. Resolvi fazer logo um teste para saber logo o que acontecia, afinal só tinha duas respostas possíveis, positivo ou negativo. Era melhor saber logo.

Sabe aquele negocio de esperar para fazer no primeiro xixi da manhã ou pelo menos segurar o xixi por 4 horas? Não teve nada disso. Comprei o teste, cheguei em casa e já fui logo fazer. Positivo de cara. O primeiro pensamento que me veio a cabeça foi “já era o implante!” kkkkkk Também comecei a imaginar tendo que explicar ao dentista que estava grávida novamente.

Meu marido tinha saído para academia. Quando ele chegou, eu disse que ele ia precisar ficar com o Gabriel no dia seguinte, pois eu precisava ir fazer um exame. Ele perguntou que exame. Aí mostrei o teste de farmácia. A cara foi de choque.

“sério??? Já???”

A gente queria ter outro filho. Inclusive estávamos tentando... Mas quem iria imaginar que aconteceria tão rápido?!

Agora vejam como a vida é cheia de surpresas. Eu não consegui acompanhar o período fértil (para variar). Tivemos relações apenas duas vezes durante este mês de Abril. Nos sites de calculadora de gravidez, olhando em retrocesso, vi que coincidentemente uma dessas vezes caiu exatamente no dia em que eu deveria estar ovulando, e a outra vez foi três dias antes. Por tanto, pode ter sido tanto essa primeira quanto essa segunda relação.

~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~ 

Gabriel tem 8 meses. E acaba de ser promovido a “irmão mais velho”.







Vem segundinho: de volta as tentativas

Gabriel nasceu no início de Setembro. Meu ciclo voltou em Novembro. Sabe como é. A vontade de ter dois filhos... Ninguém sabia QUANDO e SE iria acontecer um milagre novamente. Então resolvemos voltar a tentar.

Conversei com a obstetra que disse que a partir de 3 meses após o parto, eu já estava liberada para retornar as tentativas. E se em um ano nada acontecesse, voltasse lá para pensar sobre uma possível indução.

O plano era voltar a tomar as vitaminas tanto eu quanto marido e começar a acompanhar o período fértil com testes de ovulação.  Mas sabe como é, rotina com bebê... Cadê o tempo? Não tem. Os meses passando e nunca lembrava de ir comprar essas vitaminas.

Os testes de ovulação só consegui fazer um mês, março. Nem sempre também conseguíamos manter uma rotina de relações. Mas estávamos curtindo nosso bebê, então sem estresse.


~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~
Obs. Post liberado em atraso, referente a:
 Novembro, Dezembro 2018  
Janeiro, Fevereiro, Março 2019
~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~o~~~~